quarta-feira, agosto 02, 2006

Recados para meus amiguinhos do Orkut

- Em hipótese nenhuma eu entro em comunidades "eu conheço/eu amo/eu morro de rir/eu odeio Fulano" ou "Sicrano é demais/é lindo/é ótimo/é um pentelho encravado". Não quero fazer parte de uma comunidade totalmente inútil para 99%* dos orkutianos e onde não se discute porcaria nenhuma, apenas para massagear o ego do moderador ou o de algum conhecido dele.

Pode me enviar convite uma, duas, três, até dez vezes, que não vai provocar nenhuma mudança no meu perfil. Ou melhor, vai sim: vou pensar seriamente se ainda quero ter você na minha lista de amigos. Semana passada me vi obrigada a excluir um cara, embora não tenha sido uma grande perda: depois de 7 anos o sujeito que conheci num show de rock virou um micareteiro musculoso e sem cérebro, que ostenta em seu álbum do Orkut diversas fotos dele e de seus amiguinhos igualmente neandhertais sem camisa e com cerveja na mão. E os contatos que tal sujeito fazia comigo se reduziam a dois: pedir para eu entrar nas DUAS comunidades-punheta que ele criou para o povo babar seu ovo (não, uma só não é suficiente); e scraps com o famigerado link "Oi, as fotos da nossa festa ficaram ótimas". Não, não quero uma pessoa dessas nem como amigo virtual.

(engraçado que quem costuma mandar esse tipo de convite são justamente aquelas pessoas que não costumam dar a mínima pra você. Nem um "oi" ou sequer scrap de "Feliz aniversário").

- E eu prometo que se criarem alguma comunidade desse tipo com o meu nome, eu vou fazer uma macumba das bravas pra pessoa ficar um bom tempo sem comer ninguém, ou pra brochar toda vez que tentar. Homenagem? Como diria Adoniran Barbosa: “Chega de homenagens, eu quero é o dinheiro”.

- Quando falei que só adiciono conhecidos, não estou mentindo. "Mas só conhecidos mesmo, de 'vida real', tia Gabi?". Nem sempre: participando de algumas comunidades, a gente acaba criando afinidade com algumas pessoas, e aí até vale a pena adicionar. Qualquer um que saiba somar dois mais dois deduz isso. Mas querer minha cara feia na sua lista de amigos só porque gostou da minha foto, ou porque eu pratico kung fu ou só porque respondi a sua dúvida no Ragnarok já é um tanto quanto exagerado. Se eu não adicionei muita gente que eu conheço fora do Orkut justamente por achar que não tinha nenhum motivo forte, porque eu faria isso com uma pessoa que só dá esses aí? Ou que nem motivo dá, simplesmente vai adicionando? Você pode achar engraçadinho ter trocentos amigos e não fazer idéia de quem metade deles são, ou ter perfil I, II e III, mas eu não acho.

Então se eu não quis te adicionar não é porque te acho chato, sem graça ou um merda: é porque não vi nenhum sentido nisso e pronto. Sem dramas.


Saindo do Orkut, mas ainda no mundinho da Internet: MSN.

- Eu posso demorar a te responder, mas não é por maldade. Posso ter me empolgado com algum post quilométrico no Orkut, posso estar enfrentando uma horda de monstros fodônicos no Ragnarok, posso estar sem assunto no dia, posso ter ido fazer um lanche, atender a porta, cagar, qualquer coisa. Então, paciência.

- Aliás, esse é um dos motivos pelo qual tenho entrado bem pouco no MSN. É que enquanto não volto com a banda larga em casa, uso bastante o computador da faculdade. E devido às minhas tarefas, tenho entrado na base do vapt-vupt mesmo, só para checar e-mail e Orkut. Daí prefiro nem abrir o MSN, senão é a conta de dizer "Oi-tchau". Fora que eu odeio parar uma conversa no meio.

*tem comunidades que são inúteis para 99% do Orkut, mas são engraçadas. Não é o caso dessas aí.

4 comentários:

Tio Xavier disse...

Não sei direito o porquê. Mas me identifiquei tanto com este seu post! Você não ficará muito brava se o tio der um Ctrl+C aqui e Ctrl+V no Sem Sentido né?

Menina Crescida disse...

Olhei seu post e me lembrei que postei quase a mesma coisa dia 25 de julho... Minhas amigas ficaram ofendidíssimas porque eu caí na real e resolvi sair das 2738390 comunidades "eu amo/odeio/quero/detesto/acho lindo/ fulano de tal". E tô contigo: se alguém fizesse uma dessas pra mim eu morria...
Depois vc dá uma olhada nesse post lá do flog, bjus.

Menina Crescida disse...

PS: do flog não, do blog... ai essa cabeça sábado de manhã...

Gabriela Iscariotes disse...

Fique à vontade, tio. É freeware. Creio que vc só vai ter que excluir a parte do marombeiro escroto.

Ana, acho que foi o seu post que me inspirou a escrever esse aqui.