quinta-feira, abril 03, 2008

Kung Fu!

Não, esse post não é pra falar de filmes de kung fu, ou do Jackie Chan e muito menos do Bruce Lee. O assunto aqui é outro.

Os 3 ou 4 leitores desse blog devem saber que eu fiz kung fu durante um bom tempo, por uns 2 anos e meio (se não sabiam, agora estão sabendo). Eu adorava, e sem brincadeira posso dizer que foi a atividade física com a qual eu mais me identifiquei. Ia pra aula com prazer. Até que num dia de merda notei que não estava mais indo às aulas com o prazer de sempre: sentia que o professor estava me dando aula com uma tremenda má vontade, e certeza que não me dispensava por não ter um motivo concreto pra isso (ou vai ver a minha mensalidade fazia diferença no final do mês pra ele, vai saber...). Na verdade eu desconfio que tinha mais coisa por trás, que a implicância do sujeito comigo não era gratuita, mas não vale a pena ficar levantado hipóteses ou citando nomes. Isso é assunto morto e enterrado.

Pulei fora da academia e comecei a procurar um lugar que fosse acessível (tanto em distância quanto em custo de mensalidade), sem sucesso. Cogitei a idéia de treinar no centro da cidade, indo de carona com algum colega e voltando de ônibus, mas achei pra lá de desanimador. Fui empurrando com a barriga e perdendo meu condicionamento físico, comecei a cogitar outras opções (ioga, taekwondo, karatê...), mas nenhuma atendia aos requisitos que mencionei ali em cima. Nisso se passaram quase 2 anos e eu já tinha até desistido da arte marcial chinesa, quando eu voltava pra casa e vi uma faixa em frente a um clube, bem no meio do meu bairro. Anotei o telefone e liguei pra lá, e não acreditei no que eu ouvi: o horário e o preço eram ótimos pra mim.

Hoje eu voltei da minha primeira aula, e querem saber? Gostei demais. Fui pra lá com uma preguiça enorme, típica de quem está sedentário há um bom tempo, mas foi só começar a treinar que eu já me animei toda. E veio em boa hora, porque algumas das minhas calças já ameaçavam não entrar mais. Nenhum problema em ganhar peso, até porque já se foi a minha fase de ser neurótica com calorias e com barriguinha, mas se eu tivesse que aumentar o meu manequim em um número eu iria chorar.

Como as minhas pernas estão pra lá de doloridas, o único porém vai ser descer escadas amanhã. Ai, ai...

PS: pensei em postar algum vídeo de kung fu aqui pra tornar esse post menos pessoal, mas não sou lá muito fã de filmes de kung fu, por incrível que pareça. E agora está bem tarde também. Amanhã se eu animar dou um edit e coloco qualquer tralha aqui.

PS2: já coloquei alguns links novos na barrinha ali do lado direito. Nçao vou criar post falando de cada um, pelo menos não por agora. Mas podem visitar que valem a pena.

5 comentários:

Tio Xavier™ disse...

Gabi, não se deixe enganar com filmecos. Kung fu de verdade chamava-se "Kung fu" e era estrelado por David Carradine. Quando criança eu não perdia um.

Malena disse...

Oie, menina

Malena disse...

Ô mulher! Kung Fu é mto bom!
Eu, com meu peso atual, só posso lutar um sumôzito básico...

Gabriela Iscariotes disse...

Verdade, eu fazia kung fu e era apaixonada. Aliás, eu gosto muito de artes marciais em geral.

Fui meio que brigada a parar por motivos de força maior, e não conseguia encontrar lugar pra treinar perto de casa. ótimo que tenha aparecido esse lugar.

Outra coisa que esqueci de comentar é pra me manter longe de qualquer comunidade de kung fu no orkut, porque são todas palco pra machinho ficar posando de fodão e chamando a academia dos outros de picareta.

Anônimo disse...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic