sábado, dezembro 27, 2008

Minisérie

Olha, vou confessar que eu queria muito assistir à minisérie (ou o certo é "minissérie"?) sobre a Maísa que a Globo vai passar. Eu não era nem projeto de gente na época que a dona viveu, mas gostei da história dela e achei algumas músicas de rasgar a alma.

Mas infelizmente quem está escrevendo o roteiro é o Manoel Carlos, sujeito que tem um dos textos mais repulsivos das novelas. E que a mulherada ama e idolatra, porque são vendidos como "retratos da alma feminina" e essa papagaiada toda.

Quando não me é a péssima Maria Adelaida Amaral, é essa tranqueira aí. Assim não tem super produção que se salve...

5 comentários:

Lola K. disse...

Pensei o mesmo...Mas, vontade veio e passou quando vi a cereja do bolo; "Maneco(o meigo) falando do processo de criação:

-Como foi escrever Maysa?
-No começo foi constrangedor escrever sobre a mãe do diretor...

Só faltou ele dizer que sentiu dificuldades pq a personagem não chamava Helena e nem vivia no Leblon.

Michel de Oliveira disse...

É minissérie, Gabi.

E olha, eu não tive disposição nem pra ver a tal Capitu(achei muito circence a adaptação). Aqui que eu vou ver isso aí!

Ana disse...

Não sei mais se é minissérie, se é mini serie, minisserie ou se o negócio é sério mesmo ou esculhambação - tou falando da mudança ortografica/ortográfica/ortographica/ortografika.

Mas sei que eles vão colocar a Maysa morando no Leblon, senão a parada não sai!

Gabriela Martins disse...

Olha, se a dificuldade de escrever fosse mesmo pq é a mãe do diretor, aí eu entendo. Semestre passado eu tive que fazer um trabalho sobre a Lygia Clark (pra quem não conhece, é uma artista plástica brasileira bem influente).E eu tenho uma colega que é neta dela. Fiquei até feliz quando me lembrei que ela não estava na sala dela, porque podia rolar qualquer coisa constrangedora (como acabou rolando, mas da parte da professora).

Agora, se é pra amaciar demais, melhor que nem fizessem. A do JK ficou podre. Teve uma adaptação de um livro tb, "Os Maias", que a autora mudou uma coisa bem importante no final pq "o público precisa de bons exemplos", segundo ela.

Tio Xavier™ disse...

Eu só me rendi à "Alice" da HBO.